Curiosidade O-trabalho-do-detetive-particular-no-ambiente-virtual

Published on janeiro 31st, 2017 | by Claudia Sardinha

0

Como funciona a investigação particular para descobrir traição?



style=”display:block”
data-ad-client=”ca-pub-9432997251817878″
data-ad-slot=”6843975110″
data-ad-format=”auto”>

Volta e meia eu recebo e-mails de pessoas querendo ajuda para investigar namorado(a) / cônjuge ou saber se está sendo vigiado por tais. Pois então, nada melhor do que fazer contato com um verdadeiro investigador para saber como a tecnologia é usada a favor da descoberta da possível traição, não acham? Redes sociais, mensagens, GPS… tudo é usado. Quer saber como?

Suspeitar de uma traição pode significar o fim de um relacionamento, ainda que não haja nenhuma prova determinante sobre o ocorrido. A investigação particular para descobrir a traição auxilia na decisão ao oferecer comprovações sobre o ocorrido, garantindo a segurança de todos os envolvidos.

O processo de investigação particular conjugal é conduzido de forma profissional, normalmente durando entre uma semana e dez dias. São diversas as fases de um caso conjugal, sendo importante conhecer como o processo é realizado.

 

 

  • Como é realizada a investigação particular para descobri traição?

 

Ao suspeitar que o cônjuge tem mantido uma relação extra-matrimonial, o interessado ou interessada em descobrir a verdade deve inicialmente procurar um detetive particular e não tentar recolher provas antes de procurar a ajuda profissional.

 

 

  • Quais informações passar ao detetive particular?

 

Inicialmente, o detetive particular irá coletar informações para que seja possível identificar e encontrar o suspeito. Entre as informações que podem ser úteis ao profissional neste primeiro momento destacam-se:

  • Uma foto atualizada do suspeito;
  • Endereço das mídias sociais;
  • Informações sobre o carro (modelo, placa, ano);
  • Dados sobre a rotina do suspeito, como local de trabalho, horário de entrada etc.;
  • Um relato sobre as atitudes que motivaram a suspeita.

Após essas primeiras informações, o detetive particular terá condições de iniciar a investigação particular, garantindo a segurança do cliente e da identidade dele.

É importante ressaltar que o profissional irá atuar sozinho, ou seja, o cliente não pode participar dos monitoramentos e coleta de provas. Preferencialmente deve agir naturalmente em casa, evitando que o suspeito desconfie.

Jessica-Jones-

 

  • A investigação particular

 

Coletadas as informações, o detetive dará início ao monitoramento do suspeito. O cliente pode combinar quais tipos de prova deseja, mas o detetive tem autonomia em decidir qual modelo de investigação é mais seguro para o caso.

Normalmente o profissional iniciará a investigação particular seguindo o suspeito no início do dia e verificando qual o percurso realizado, já avaliando se ele condiz com o informado pelo contratante.

Caso surja alguma atividade suspeita o detetive pode optar por tirar fotos, gravar em vídeo ou coletar o áudio da conversa. Pode ocorrer ainda do detetive instalar um GPS no carro do investigado, podendo acompanhar o percurso realizado diariamente durante o período de investigação.

O detetive mantém sempre uma distância segura do investigado, evitando que a movimentação diferente possa ser identificada e deixar o suspeito em alerta.

 

 

  • Elaboração do relatório final

 

Durante o processo de monitoramento nenhuma informação é passada da equipe de investigação para o cliente, evitando conclusões precipitadas e ações que possam prejudicar o desenvolvimento do caso.

Entretanto, após todas as provas coletadas ao longo dos dias previstos de investigação, o detetive particular elabora um relatório final no qual constam todas as provas e informações coletadas durante a investigação, independente do formato utilizado.

A partir desse relatório final, o cliente obtém as conclusões da investigação particular sobre o caso de traição, podendo então tomar as decisões seguintes com base em provas concretas.



Related Posts with Thumbnails

Tags: ,


About the Author

Claudia Sardinha se formou em publicidade, mas resolveu fazer de seu hobby profissão. Com isso, fez uma segunda formação em redes de computadores. Tornou-se consultora de tecnologia, se empenhando na questão da inclusão digital e acessibilidade. Criadora do blog Tecnologia Outonal, uma ferramenta de auxílio a pessoas da 3ª idade e iniciantes. É também uma das fundadoras da Gemini Marketing Digital que presta serviços de monitoramento de redes sociais e criação de sites.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top ↑
  • Hospedado por Hostnet Internet


  • Publicidade

  • Siga-me!

  • Facebook

  • Canal Tecnologia Outonal

  • Me add no SnapChat!

  • Antigos



  • style=”display:block”
    data-ad-client=”ca-pub-9432997251817878″
    data-ad-slot=”2858087513″
    data-ad-format=”auto”>

  • Sigo e Indico



    Eu sou uma Luluzinha!

  • Também escrevo aqui





  • Certificados